A Sky Without Religious Boundaries Shows the ISS Above the Historic Old City of Jerusalem


| | | | | | | | |

The image shows the path of International Space Station (ISS) crossing a sky free of any religious, cultural or ethnic boundaries above the beautiful and historial old city of Jerusalem. Added to the UNESCO World Heritage Site list in 1981, it is one of the oldest cities in the world, and is considered holy to the three major Abrahamic religions, Judaism, Christianity, and Islam, and where several key events in the life of Jesus took place. The Old City of Jerusalem is divided into four quarters; The Jewish Quarter, The Armenian Quarter, The Christian Quarter, and The Muslim Quarter. During its long history, Jerusalem has been destroyed at least twice, besieged 23 times, captured and recaptured 44 times, and attacked 52 time. On the image, the crane seen in the foreground also reminds us of our capacity as a mankind in recovering or building major things, specially when a teamwork between different countries can be achieved in the name of science, progress and peace. As an example is the most complex and advanced machine ever built and that is orbiting our planet Earth, the International Space Station, featured on upper left corner of the image, between the trails of Cassiopeia and Ursa Major constellation.

On the ground, the right side of the image shows the only part that survived to all attacks along the history and stills partially intact until today, is the Western Wall, (aka Wailing Walland or in Hebrew Kotel), being the most religious site in the world for the Jewish people. Thousands of people journey to the wall every year to visit and recite prayers. These prayers are either spoken or written down and placed in the cracks of the wall. The wall is divided into two sections, the left side for males and the right side for females. It is also the western support wall of the Temple Mount and Temple Rock, visible above the horizon as a blue base and a golden dome. The Temple Mount is a holy site within the Old City for Jewish, Christian and Muslim people, the walls were built around the summit of Mount Moriah, where biblically, Abraham offered his son, Isaac, as a sacrifice. In Muslim tradition, this is where the Prophet Mohammed made his “Night Journey” to the throne of God from the rock located at the center of the structure. The Foundation Stone in the temple, was built over bears great significance in Judaism as the place where God created the world and the first human, Adam.


PT:
A imagem mostra o rasto da Estação Espacial Internacional (ISS) cruzando um céu livre de quaisquer fronteiras religiosas, culturais ou étnicas acima da bela e histórica cidade velha de Jerusalém. Adicionado à lista de Património Mundial da UNESCO em 1981, é uma das cidades mais antigas do mundo, e é considerada sagrada para as três principais religiões abraâmica, judaísmo, cristianismo e islamismo, e onde vários eventos importantes na vida de Jesus tiveram lugar. A Cidade Velha de Jerusalém é dividida em quatro quadrantes; O bairro judeu, o bairro armênio, o bairro cristão e o bairro muçulmano. Durante sua longa história, Jerusalém foi destruída pelo menos duas vezes, sitiada 23 vezes, capturada e recapturada 44 vezes e atacada 52 vezes. Na imagem, o guindaste visto em primeiro plano também nos lembra da nossa capacidade como humanidade em recuperar ou construir coisas importantes, especialmente quando um trabalho em equipe entre diferentes países pode ser alcançado em nome da ciência, do progresso e da paz. Como exemplo, é a máquina mais complexa e avançada já construída até hoje e que orbita o nosso planeta Terra, a Estação Espacial Internacional, visível no canto superior esquerdo da imagem, entre os rastos luminosos da constelação de Cassiopeia e Ursa Maior.

No solo, o lado direito da imagem mostra a única parte que sobreviveu a todos os ataques ao longo da história e ainda está parcialmente intacta até hoje, é o Muro das Lamentações, (Wailing Walland ou em hebraico Kotel), sendo o local mais religioso do mundo para o povo judeu. Milhares de pessoas viajam para a parede todos os anos para visitar e recitar orações. Essas orações são ditas ou escritas e colocadas nas fendas da parede. A parede é dividida em duas seções, o lado esquerdo para os homens e o lado direito para as mulheres. É também a parede de sustentação ocidental do Monte do Templo e da Rocha do Templo, visível acima do horizonte como uma base azul e uma cúpula dourada. O Monte do Templo é um local sagrado dentro da Cidade Velha para judeus, cristãos e muçulmanos, as paredes foram construídas em torno do cume do Monte Moriah, onde biblicamente, Abraão ofereceu seu filho, Isaac, como um sacrifício. Na tradição muçulmana, é aqui que o Profeta Maomé fez sua “Viagem Noturna” até o trono de Deus a partir da rocha localizada no centro da estrutura. A Pedra Fundamental no templo foi construída com grande significado no judaísmo como o lugar onde Deus criou o mundo e o primeiro ser humano, Adão.



Technical details | Detalhes Técnicos

A sequence of 52 single shots with a Canon 6D | 14mm lens at f/8 | ISO500 | Exp. 2 secs.

BUY IT NOW | COMPRAR AGORA

 

 

Copyright 2019 © All rights reserved to the author Miguel Claro | The website content is primarily in english, and partially in portuguese: en | pt