The Great Orion Nebula – A Colourful Show in Visible Light


| |

Captured in the “visible light”, the image shows a sharp and colourful view of the Great Orion Nebula. Also known as M42, is a diffuse and large nebula complex situated in the Milky Way, in the constellation of Orion. Located at a distance of about 1350 light years, Orion is estimated to be 24 light years across, being the closest region of massive star formation to Earth. This nebula has revealed much about the process of how stars and planetary systems are formed from collapsing clouds of gas and dust. The brightest central part of the nebula is called Huygenian region, and the Fish’s Mouth is the dark nebulosity that separates M43 from the bright part. Outside the edges of M42, we can also find the “Wings” of Orion. Due to the asterism of its primary four stars, the core of the nebula contains a very young open cluster known as the Trapezium, a cluster of newly formed stars shinning at the heart of the nebula.  The red emission glows from the light of hydrogen gas excited by energetic newly-formed hot and young stars in the core of the nebula, but the blue-violet coloration, comes from the reflected radiation from the massive O-class stars. This complex contains dark nebulae, emission nebulae, reflection nebulae, and H II regions.


PT:
 Captada na banda da “luz visível”, a
 imagem revela uma visão nítida e colorida da Grande Nebulosa Orion. Também conhecida como M42, é um complexo nebuloso difuso muito grande situado na Via Láctea, na constelação de Orion. Localizado a uma distância de cerca de 1350 anos-luz, é a região mais próxima da Terra onde se formam estrelas maciças. Estima-se que o diâmetro da nebulosa M42 seja de aproximadamente 24 anos-luz. O estudo desta nebulosa já permitiu revelar muito sobre o processo de como as estrelas e os sistemas planetários são formados por nuvens de gás e poeira em colapso. A parte central mais brilhante da nebulosa é chamada região de Huygenian, e a “Fish’s Mouth” é a nebulosidade escura que separa M43 da parte mais brilhante da M42. Fora dos limites da M42 encontramos as “Asas” de Orion. O núcleo da nebulosa contém um aglomerado aberto muito jovem, conhecido como o Trapézio devido ao asterismo de suas quatro estrelas primárias. Duas destas podem ser resolvidas nos seus sistemas binários, em noites com boa visibilidade e estabilidade atmosférica, totalizando a soma de seis estrelas. As estrelas do Trapézio, conjuntamente com muitas outras estrelas do “berço estelar” que é a nebula de Orion, estão ainda nos seus primeiros anos de vida. A tonalidade avermelhada, é resultado de uma emissão brilhante a partir do gás de hidrogénio excitado por estrelas quentes e energéticas, recém-formadas no centro da nebulosa, mas a coloração azul-violeta visível na fotografia, provém da radiação refletida das estrelas da classe-O. Este complexo contém nebulosas escuras, nebulosas de emissão, nebulosas de reflexão e regiões H II.


Technical details | Detalhes Técnicos

Nikon D810a | GSO RC8 F/8 1624mm – Ritchey-Chrétien Astrograph Carbon Fiber| ISO1600 – Exp. 300 seconds x 10 lights + 20 shorter exposures | Mount EQ6 Pro |Total integration of 30 Lights: 65 minutes. Processing on PixInsight 1.8.5 and Photoshop CC 2019. Cumeada Observatory from Dark Sky® Alqueva Reserve, Reguengos de Monsaraz


BUY IT NOW
 | COMPRAR AGORA

Copyright 2019 © All rights reserved to the author Miguel Claro | The website content is primarily in english, and partially in portuguese: en | pt